sedes

Ao contrário do que o nome sugere, foi aos pés do Pão de Açúcar que a Escola Corcovado recebeu seus primeiros alunos, no já distante 8 de março de 1965. Mais de um ano antes, cinco imigrantes falantes de alemão haviam fundado a Sociedade Escolar e Beneficente Corcovado para tentar transformar em uma instituição reconhecida pelo governo da Alemanha o pequeno jardim de infância que a professora Helle Tirler havia criado em sua casa no bairro de Santa Teresa, no centro do Rio —e assim viabilizar sua expansão. O nome Corcovado fora escolhido por ter sido considerado “neutro”. À época, não se sabia se a ideia iria vingar e muito menos onde a nova escola ficaria localizada.

Quando o aval alemão enfim chegou, o plano pôde ser colocado em prática. A Escola Corcovado foi instalada em uma casa de dois andares no número 34 da rua Osório de Almeida, na Urca. O espaço, porém, logo ficou pequeno. Para receber o número crescente de interessados, foi preciso alugar outros imóveis próximos. Por alguns anos, a escola chegou a funcionar em três endereços concomitantes, o que mantinha os professores numa constante peregrinação entre uma casa e outra. O bom trabalho desenvolvido, no entanto, deu força à mobilização por uma nova sede. Em 1973, a escola mudava-se para a antiga residência do embaixador americano no Rio, na rua São Clemente, aos pés da imponente montanha que lhe deu o nome.

Saiba mais sobre essas diferentes fases nos links abaixo.