Notícia

Concerto "Três Orquestras, Dois Continentes, Uma Língua" no Teatro Riachuelo

“Eu mesmo pedi para ter essa oportunidade de agradecer formalmente esse projeto incrível, que não só me mostrou o outro lado do mundo, como também me mostrou outros horizontes, outros pensamentos e me despertou outras perspectivas profissionais”. Foi assim que Vinícius, membro da Orquestra Corcovado e da Camerata Laranjeiras, iniciou o último discurso da noite, durante o concerto final do projeto “Três Orquestras, Dois Continentes, Uma Língua”. As orquestras Corcovado, Petrobras Sinfônica e a bateria da escola Clermont-Ferrand-Mittelschule apresentaram clássicos e releituras de músicas atuais em um emocionante espetáculo aplaudido de pé no Teatro Riachuelo Rio, no dia 12 de novembro.

O maestro Harald Simon, disponibilizado pelo estado da Baviera para ensaiar a Orquestra Corcovado ao longo do ano, regeu os músicos para cerca de 700 pessoas, acompanhado pela professora Karolin Broosch, primeiro violino. Os apresentadores Beatriz Orfaliais, ex-aluna da Escola Alemã Corcovado, e Ighor Albuquerque, contrabaixista na Camerata Laranjeiras e na Orquestra Corcovado, conduziram a noite, que começou com a composição “Andante Festivo”, de Jean Sibelius.

“A música dissolve barreiras, facilitando assim o encontro entre pessoas de origens e biografias distintas. Dessa forma, a música contribui consideravelmente para o alcance do nosso mais elevado objetivo na Escola Alemã Corcovado: a integração das culturas baseada no respeito e na tolerância mútuos”, discursaram Anke Junge-Ehmke e Paulo Carvalho, diretores dos ramos alemão e brasileiro da Escola. Para a apresentação de 2018, o projeto “Três Orquestras, Dois Continentes, Uma Língua” reuniu jovens de 14 nações diferentes, com idades entre 11 e 14 anos, para um lindo encontro musical.

Entre músicas como “Palladio” e “Samba Reggae”, Klaus Zillikens, cônsul-geral da Alemanha no Rio de Janeiro, e Andrea Siems, representante do Ministério da Cultura da Baviera, também discursaram.

Os jovens alemães da escola Clermont-Ferrand-Mittelschule tiveram uma semana de integração com a Orquestra Corcovado. Além dos ensaios anteriores ao concerto final no Palácio do Catete, os jovens também participaram juntos de oficinas, passeios e outras apresentações.

“Eu nunca vou esquecer este concerto”, afirmou Marouan Tonati da escola de Regensburg. “Guardarei no meu coração para sempre.”